Clube

Entre nós a prática do salutar desporto na modalidade de ténis – em tempos considerado de elite – tem uma tradição que já vem de longas décadas.

Recuando aos anos 30, o primeiro impulso na prática do ténis, que a meados dessa década alcançou grande prestígio em toda a região, germinou, em Oliveira de Azeméis, muito especialmente pelo empenho do prof. João Carlos Gomes da Costa – expoente grande do desporto concelhio – que aqui lançou a semente e cuidou como destacado praticante-treinador e dirigente.

Na altura, a iniciativa também foi a acarinhada pelo UNIÂO DESPORTIVA OLIVEIRENSE , nomeadamente, permitindo à secção de ténis a prática da modalidade, nas suas instalações: um “court” de ténis, pouco maior que um pequenino rectângulo.

Porque os adeptos da modalidade, sempre entenderam que careciam de autonomia e estatuto próprios, em 1982, a 19 de Março foi assinada a escritura da fundação do CTA (Clube de Ténis de Azeméis).

A partir dessa data, porque estavam criadas as condições para se pugnar ainda mais pelo desenvolvimento da actividade, confirma-se a cada vez maior implantação do ténis oliveirense a nível regional.

Entre outros destacados praticantes locais da modalidade, que lograram atingir posições cimeiras no “ranking” nacional, Manuel Moreira, que chegou a titular nortenho de 2ªs categorias – e por muitos anos foi presidente do CTA – é referenciado como uma lenda viva e ainda grande dinamizador do ténis oliveirense.

Não é novidade para ninguém aqui referir que o Clube de Ténis de Azeméis, tem vindo a assumir-se como um dos mais dinâmicos e organizados clubes do norte do país, especialmente por mérito dos seus dirigentes, associados e praticantes.

Progressiva projecção e implantação regional a nível da modalidade do ténis, que importa dar o máximo para que haja continuidade.